Adolescente de 16 anos vítima de estupro coletivo foi identificada


Atualização: na noite desta quinta-feira, dia 26/05, o Jornal Nacional noticiou que pelo menos quatro homens que participaram do estupro coletivo já foram identificados. Dentre eles há um homem de 41 anos de idade que já foi funcionário da TV Globo (e atualmente não faz mais parte do quadro de funcionários da emissora). Confira as informações atualizadas sobre o caso.

A família da menina de 16 anos de idade que aparece em um vídeo divulgado nas redes sociais sendo vítima de abuso sexual por um grupo estimado em 30 homens foi identificada pela família. A garota reencontrou sua família nesta quarta-feira, dia 25, após ela ter sido encontrada nas imediações da Praça Seca por um homem que a acolheu e a levou em seu carro até a sua família seguindo suas orientações. O crime contra ela teria ocorrido na última sexta-feira, dia 20.

Os próprios abusadores gravaram o vídeo e divulgaram nas redes sociais. A DRCI – Delegacia de Repressão de Crimes Virtuais está trabalhando com dados de mais de 800 denúncias recebidas de outros usuários destas redes sociais e já identificou dois suspeitos de terem participado do ato criminoso. Agora que a menina foi localizada e já está acompanhada de seus familiares, há ainda mais chances de que os policiais consigam encontrar todos os demais suspeitos. O número de “mais de 30 homens” foi divulgado pelos próprios rapazes que divulgaram o vídeo, onde eles teriam citado que mais de 30 teriam abusado dela.

Vítima de estupro coletivo em comunidade do Rio é encontrada

Homens divulgam vídeo de suposto estupro coletivo e chocam redes sociais - Foto: Reprodução

Homens divulgam vídeo de suposto estupro coletivo e chocam redes sociais – Foto: Reprodução

A vítima reencontrou seus familiares por volta das 21:00h de home e segundo sua avó, ela está bem. Segundo familiares, ela saiu de casa e não deu mais notícias, ficando desaparecida por alguns dias, até que eles ficaram sabendo da divulgação do vídeo através da imprensa que deu amplo destaque à esta notícia. Seu resgate foi feito nas imediações da Praça Seca, por um homem que já havia a visto por lá e resolveu ajudá-la. Ela estaria lúcida e o orientou sobre como chegar em sua residência.

O caso está sendo apurado pela Delegacia Antissequestro e pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, que já estou realizando a identificação de suspeitos. Até o momento dois suspeitos já foram identificados, sendo um deles supostamente morador de Santa Cruz e o outro de Cidade de Deus. Os dois não tiveram seu nome divulgado para não prejudicar as investigações e também para preservar a vítima que é menor de idade.

Quem tiver novas informações que possam ajudar a esclarecer o crime podem entrar em contato com o Ministério Público ou com o Disque-Denúncia no (21) 2253-1177.

Be the first to comment on "Adolescente de 16 anos vítima de estupro coletivo foi identificada"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*