BRT Transcarioca é suspenso por 1 hora após protestos na Cidade de Deus


Depois de violentos protestos que ocorreram na região da Cidade de Deus o Consórcio BRT suspendeu o fluxo de veículos por aproximadamente uma hora. A medida foi necessária pois o corpo de Priscila, que seria sobrinha de traficante da CDD, foi encontrado nas imediações da Fábrica da Coca-Cola que funciona na Taquara. O corpo foi encontrado com perfurações de bala no fim da tarde na Rua Cunha Moreira e em pouco tempo o caos tomou conta das ruas da região.

Diversas vias foram interditadas ou tiveram o tráfego desviado e pelo menos uma estação do BRT Transcarioca foi vandalizada. Há confirmação de que os vidros da Estação Divina Providência foram depredados. A interrupção do BRT causou grande transtorno aos passageiros que tentavam chegar em casa de pois de um dia de trabalho.

BRT Transcarioca foi suspenso por conta de protestos na Cidade de Deus

Vandalismo no BRT - Foto de Arquivo

Vandalismo no BRT – Foto de Arquivo

O transporte criado para ligar a Barra da Tijuca ao Aerporto Internacional do Rio (Galeão) ficou interrompido por aproximadamente uma hora na noite desta quinta-feira, dia 02 de junho de 2016. O Consórcio que administra o BRT Transcarioca precisou interromper o fluxo de ônibus articulados para evitar riscos aos passageiros e um eventual dano aos veículos.

Priscila seria sobrinha de traficante conhecido como Sam, que está preso desde 2003

O nome da mulher encontrada morta é Priscila Gonçalves Leite. Em um primeiro momento ela foi identificada como tendo 34 anos de idade e supostamente seria sobrinha do traficante Éderson José Gonçalves Leite, conhecido como Sam, e que comandava o tráfico na região antes de ser preso em 2003. Ainda não há confirmação se ele continuava a ser um dos chefes do tráfico na região mesmo após a prisão.

Be the first to comment on "BRT Transcarioca é suspenso por 1 hora após protestos na Cidade de Deus"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*