Caldeirão Sorato Retrô no Sambola Hall na Abolição


Nesta sexta-feira tem Caldeirão do Sorato Retrô com shows de Délcio Luiz, MC Bob Rum e o Grupo Bateu Paixão no Sambola Hall, na Abolição. O evento terá o melhor dos anos 90 e 2000 com os DJs da Equipe Sorato’s.

Nesta sexta-feira , 27 de Maio , a partir das 22h, acontece mais uma Edição do Caldeirão do Sorato Retrô no Sambola Hall, na Abolição, com shows do cantor Délcio Luiz, MC Bob Rum e o Grupo Sensação do momento Bateu Paixão que é um projeto de samba e pagode retro com o objetivo de relembrar os maiores sucessos do gênero no Brasil a partir da década de 90. O Grupo é formado Felipe Cabral, Gabriel Fraga, Gabriel Teixeira, Darllan Nascimento e Thayan Mina. Nos intervalos tem o melhor dos anos 90 e 2000 com Dj’s da Equipe Sorato’s.
Os ingressos custam R$ 10, antecipado. Na hora R$ 20.
Camarote R$ 200,00 com 10 (Ingressos). Mais informações pelo telefone: 96421-5307. Classificação: 18 anos.

Délcio Luiz

Délcio Luiz - Foto: Divulgação

Délcio Luiz – Foto: Divulgação


Délcio Luiz nasceu no Rio de Janeiro e, com apenas 8 anos, já participava de festivais da sua escola como cantor. Sua trajetória de compositor iniciou-se quando , em 1987, aceitou o convite para tocar cavaquinho no Grupo Só Preto sem Preconceito , que gravou nesse mesmo ano o primeiro sucesso de Délcio, “Por um erro”. No Grupo Raça, onde ficou por 8 anos, conquistou o prêmio de melhor compositor pela música “Eu e Ela”.
Dono de uma carreira invejável, o cantor e compositor, Délcio Luiz vem divulgando seu novo trabalho, o cd PRA SEMPRE SER FELIZ, todo autoral, para todo o Brasil. O cantor é o único artista que já participou de 03 grupos de samba: Grupo Raça, Kiloucura e recentemente participou do grupo Fundo de Quintal. Compositor de grandes sucessos como: Meu casamento, A carta, Desafio, Desliga e vem, assim como os sucessos do Grupo Molejo, e o último sucesso de Arlindo Cruz O BEM, tem sua marca registrada. DÉLCIO, agora melhor do que nunca, retorna em grande estilo à sua carreira solo e planeja para breve lançar seu mais novo cd.

MC Bob Rum

MC Bob Rum - Foto: Divulgação

MC Bob Rum – Foto: Divulgação


Cantor, compositor, Escritor, Bacharel em Administração de Empresas e Empresário na Empresa Bob Rum Produções LTDA. (Gravadora e Editora)

Bob Rum, aos 17 anos fez seu primeiro sucesso, com uma música que falava sobre o cotidiano de um surfista, cujo nome era “Bob Rum” (nome este, inspirado no cachorro de um amigo). A música ficou tão conhecida entre sua galera que o apelido pegou. Nascia assim o cantor Bob Rum.
Em 1995, entrou para o cenário nacional com a música “Rap do Silva” que lançada pela coletânea “Rap Brasil 2” (Som Livre) vendeu mais de 250.000 (disco de platina).“Está Escrito”, nome de seu 1º CD Solo (Spotlight- Records) ficou por vários meses em 1º lugar nas rádios cariocas e era comum vê-lo em várias matérias em jornais onde foi eleito pelos leitores, símbolo sexual do funk.
Ao completar 20 anos de carreira (2015), está lançando seu novo CD BOB RUM – 20 ANOS, que apresenta novas versões dos hits, rap do Silva, está escrito, zona oeste + inéditas com participações especiais de Mr. Catra, Mc Marcinho e Liomar (Pique Novo).
Bob Rum, o mestre de cerimônias recordista em festas e casamentos vip’s (Revista Véu & Grinalda), é o 1º artista funk a ter sua música (Está Escrito) como tema de abertura de novela (Cristal – SBT) na voz de Dado Dolabella; Lançou (Era só mais um Silva – O Livro – Editora Edital) em 2014; Está previsto para o segundo semestre de 2016 o lançamento do filme (A história de um Silva – Multiphocus); Formado em Administração de Empresas, ele mostra que um funkeiro também estuda, escreve, filma e canta: “Eu só quero é ser feliz” com talento, perseverança e funk em forma de poesia dançante.
www.bobrum.com.br

BATEU PAIXÃO

Criado em fevereiro de 2016, o Bateu Paixão é um projeto de samba e pagode retro com o objetivo de relembrar os maiores sucessos do gênero no Brasil a partir da década de 90. Cada componente foi escolhido a dedo por suas características e qualidades na música e apesar de serem jovens já têm suas carreiras reconhecidas no segmento.

Felipe Cabral, 25 anos, percussionista no projeto, aos 12 anos com seu tantan na mão formou um grupo de pagode com amigos e mais tarde se aperfeiçoou aprendendo outros instrumentos de percussão. Hoje faz parte de alguns projetos do Maestro Jorge Cardoso, atuando em eventos como a Copa do Mundo e Festivais como o Rock in Rio, além de integrar o seletivo grupo-show de algumas escolas de samba do Rio de Janeiro.

Gabriel Fraga, 25 anos, vocalista e violonista do projeto. Aos 7 anos pediu um cavaquinho de presente para a sua mãe e nunca mais parou. Integrou diversos grupos de samba e pagode, mas nunca escondeu que o samba e o carnaval são as suas áreas preferidas em composição e canto. Acumula vitórias na União da Ilha (2010 e 2014), Alegria da Zona Sul (2014) e Caprichosos de Pilares (2016). Hoje em dia, aliado a sua faculdade de Turismo, continua seus passos pela música com muita dedicação e empenho.

Gabriel Teixeira, 29 anos, vocalista e cavaquinista do projeto, começou a cantar desde pequeno em rodas de samba no bairro do Riachelo, na década de 90, o cavaquinho e o violão vieram por consequência de sua voz. Já em carreira solo, gravou um EP com direção musical de Wilson Prateado que o credenciaram a abrir diversos shows pelo Brasil. Como compositor demonstra enorme talento, principalmente nos sambas enredos, sendo um dos compositores dos sambas da Mocidade Independente de Padre Miguel em 2012 e 2014 e acumulando diversos sambas em blocos carnavalescos.
Darllan Nascimento, percussionista no projeto, 24 anos, traz de muito pequeno seu amor pela música, sendo influenciado pelo avô que era mestre de bateria. Frequentando rodas de samba tomou gosto pela coisa e com 10 anos, por acaso, fez seu primeiro trabalho na noite cobrindo o percussionista do grupo de pagode do seu pai. De lá pra cá começou a frequentar diversos projetos de samba e pagode. Com o tempo foi se aperfeiçoando e aprendendo diversos instrumentos e hoje em dia faz diversos trabalhos como percussionista da banda do cantor Dudu Nobre, entre outros.

Thayan Mina, 21 anos, vocalista do projeto, nascido no Rio de Janeiro, filho do intérprete Clovis Pê, começou a frequentar sambas praticamente desde que nasceu. Aos 15 anos começou a mostrar todo o seu talento como compositor e intérprete, chegando a disputar finais de samba em grandes escolas. Já cantou no carro de som da Portela com grandes ícones, participou da banda Ritmo Total e do Grupo Sedusom e em 2016 soltou a voz na avenida, seguindo os passos do seu pai, no carro de som da Caprichosos de Pilares.

Serviço:
Caldeirão do Sorato Retrô com shows de Délcio Luiz, MC Bob Rum e o Grupo Bateu Paixão.
Data: 27 de Maio de 2016- Sexta-Feira
Horário: 22h.
Local: Sambola Hall.
Endereço: Av. Dom Hélder Câmara, 7775 – Piedade.
Ingressos: custam R$ 10, antecipado. Na hora R$ 20.
Camarote R$ 200,00 com 10 (Ingressos). Mais informações pelo telefone: 96421-5307. Classificação: 18 anos.
Site: http://www.sambolahall.com.br

Be the first to comment on "Caldeirão Sorato Retrô no Sambola Hall na Abolição"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*