Obras do BRT Transolímpica estão quase prontas


O subprefeito da Barra e Jacarepaguá Marcio Valente e engenheiros da Secretaria Municipal de Obras realizaram uma vistoria nas obras da duplicação da Salvador Allende e da Transolímpica – uma nova via para a cidade (como foi a Linha Amarela há 20 anos) que interliga 11 bairros, do Recreio dos Bandeirantes até Deodoro, encurtando a distância entre as principais instalações dos Jogos Olímpicos 2016: a Vila dos Atletas, na Salvador Allende, o Parque Olímpico, na Avenida Abelardo Bueno e o Complexo Esportivo de Deodoro.

Fotos das Obras do BRT Transolímpica

Vistoria na BRT Transolímpica - Foto: Divulgação

Vistoria na BRT Transolímpica – Foto: Divulgação

Fotos BRT Transolímpica - Divulgação

Fotos BRT Transolímpica – Divulgação

A via – que já tem 95% de suas obras concluídas – será principal legado de mobilidade da Prefeitura para a cidade do Rio, uma vez que será uma alternativa para o trânsito da cidade, criando novo trajeto entre a Avenida Brasil e a região da Barra. Com a diferença em relação à Linha Amarela, que terá um corredor exclusivo para o BRT.

– A nova via expressa impressiona pela grandiosidade da obra. Quase sem cruzamentos, o que assegura uma velocidade constante, e sem curvas, a via é um antigo pedido dos moradores, que esperavam há pelos menos 30 anos por uma alternativa à sobrecarregada Estrada do Catonho – resume o subprefeito, certo da importância dessa obra para a cidade e especialmente para a região.

​​Para a implantação da Transolímpica, a SMO também trabalha na requalificação urbana da Avenida Embaixador Abelardo Bueno e da Avenida Salvador Allende, entre a Barra da Tijuca e o Recreio dos Bandeirantes. As obras já estão 90% concluídas, o que inclui execução de três viadutos, 17 pontes e dois terminais de BRT.

As duas avenidas passarão a ter cinco pistas por sentido, aumentando a capacidade de tráfego na região. Os trabalhos de adequação também providenciaram a implantação de sistema de drenagem e nova iluminação. As vias receberam nova pavimentação, calçadas e ciclovia. O projeto de paisagismo conta com o plantio de 1500 árvores e 133 mil m² de grama.
A Transolímpica, com a duplicação da Avenida Salvador Allende interliga os bairros: Recreio dos Bandeirantes, Barra da Tijuca, Riocentro, Camorim, Curicica, Colônia, Taquara, Sulacap, Vila Militar, Magalhães Bastos e Deodoro.

Os números da Transolímpica

– São 25 km de extensão, com abertura de novos caminhos pelo Maciço da Pedra Branca, com a construção de dois túneis. O primeiro túnel, na Serra do Engelho Velho, conta com duas galerias e extensão de 2,8 km (1,4 km em cada sentido); já o segundo, situado na Estrada da Boiúna, possui duas galerias de 190 metros cada.

– A via vai reduzir o tempo de deslocamento entre o Recreio e Deodoro de 2h e meia para 30 minutos.
– Foram 100 detonações divididas entre a abertura dos dois túneis e os desmontes de rocha a céu aberto.
– Foram retirados 55 mil metros cúbicos de rocha, mesma quantidade dos dois túneis abertos no novo Joá.
– 177 quadras de tênis poderiam ser construídas com o concreto utilizado na construção do Elevado de Curicica (Gigante de Curicica).
– São 28 obras de arte especiais, entre viadutos, elevados pontes e pontilhões e 41 novas travessias.

– Serão transportados 70 mil passageiros por dia, pelo BRT Transolímpico e terá integração com a Transcarioca, em Curicica, e com a Transoeste, no Recreio dos Bandeirantes, além de ser integrada aos trens da SuperVia e futuramente à Transbrasil, em Deodoro.

– Serão 18 estações e três terminais do BRT ao longo do percurso

– A via deve ser utilizada por 55 mil veículos diários.

Be the first to comment on "Obras do BRT Transolímpica estão quase prontas"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*