Polícia Civil realizou diligências na Praça Seca


A Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) informou que na tarde de ontem, 27 de maio, policiais civis da 28ª Delegacia de Polícia – Campinho, coordenados pelo Delegado de Polícia Paulo Henrique, em apoio à investigação realizaram diligência na Praça Seca e localizaram a casa onde a vítima alega que sofreu o abuso. Foi feita a perícia no local. Os policiais apreenderam roupas e material usado na endolação de drogas. Na sede da DRCI, com o apoio da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV), foi ontem também colhido novo depoimento da vítima. Conselheiras Tutelares também prestaram apoio à vítima.

Em prosseguimento à investigação, foram também ouvidas pessoas que estiveram com a vítima no dia dos fatos que negaram o crime. A investigação continua em andamento.

Polícia Civil divulga imagens do local onde ocorreu o estupro coletivo

Local onde jovem foi estuprada é cheio de apologia ao crime

Local onde jovem foi estuprada é cheio de apologia ao crime

Polícia Civil divulga imagens do local onde jovem foi estuprada

Polícia Civil divulga imagens do local onde jovem foi estuprada

Policiais fazem operação na Praça Seca para investigar o caso

Policiais fazem operação na Praça Seca para investigar o caso

Um quarto imundo em uma favela foi usado para estupro coletivo de jovem de 16 anos

Um quarto imundo em uma favela foi usado para estupro coletivo de jovem de 16 anos

O cidadão que tiver qualquer informação que possa contribuir com a investigação, pode entrar em contato com a Polícia Civil através da Central de Atendimento ao Cidadão (CAC) pelos telefones (21) 2334-8823, (21) 2334-8835 e pelo chat https://cacpcerj.pcivil.rj.gov.br/ ou pelo Disque Denúncia 2253-1177.

Be the first to comment on "Polícia Civil realizou diligências na Praça Seca"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*