Polícia divulga informações de australiano desaparecido Rye Hunt


Polícia civil divulga informações de investigação sobre o desaparecimento do australiano Rye Hunt

A Delegada de Polícia Elen Souto, titular da Delegacia de Descoberta de Paradeiros – DDPA, durante coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira, dia 01 de junho, informou que, de acordo com a investigação, o australiano Rye Hunt, de 25 anos, chegou ao Rio de Janeiro no dia 16 de maio em companhia de um amigo e se hospedaram em um hostel na Lapa.

Australiano Desaparecido Rye Hunt

Australiano Desaparecido Rye Hunt

O desaparecido e o amigo teriam planejado viajar pelo mundo na modalidade conhecida como “mochilão” por um período de seis meses, sendo que destes, dois meses e meio seriam na América do Sul. Durante a viagem, eles já haviam passado no Brasil por São Paulo, onde permaneceram um dia, e em Florianópolis, por 7 dias.

No dia 21 de maio, Rye e o amigo fazem uso da droga MD-MA conhecida também como “MD” e “Michael Douglas” ainda no quarto do hostel e, depois, seguem para uma festa na Lapa, onde fazem novo uso da substância. A droga possui o mesmo princípio ativo do ecstasy. Os dois entram em surto psicótico, sendo que Rye faz ingestão de vodka e seu amigo, água.

Por volta das 6:00 horas da manhã, seguranças da festa levam Rye e seu amigo de volta para o hostel. Os dois ainda estão em surto e por isso decidem não entrar no quarto compartilhado em que estavam, tendo aguardado a saída dos outros hóspedes para entrar no quarto e tentar dormir.

O amigo de Rye propõe a ele se gostaria de antecipar a saída do Brasil, que estava prevista para dia 24 de junho, tendo o desaparecido concordado. Os dois seguiram juntos em um táxi para o aeroporto do Galeão onde embarcaria para a Bolívia. Em uma cafeteira, os dois amigos iniciam uma discussão, pois Rye acusava o amigo de ter pego o passaporte dele e querer matá-lo.

O australiano Rye deixa o aeroporto e embarca em um táxi até Copacabana, onde é abordado na rua por uma senhora que aluga apartamentos para turistas. Ele aceita alugar um apartamento e segue com ela para o prédio. Rye realiza o pagamento de 200 dólares por três dias de hospedagem, entra no apartamento, deixa a mochila com seus objetos e sai. Na imagem das câmeras de segurança, é possível ver que ele retorna pouco depois com uma garrafa de cerveja.

Por volta das 18:00 horas, Rye deixa novamente o apartamento, saindo com a mesma roupa que estava no aeroporto, uma camisa verde com o número “33” e bermuda, mas usando um chinelo e boné preto.

A Polícia Civil apreendeu os objetos deixados pelo australiano no apartamento e estes serão entregues para os familiares que estão vindo ao Brasil, além de já ter realizado a oitiva da proprietária do apartamento.

No dia 30 de maio, a DDPA recebeu um telefonema de um homem que disse que, enquanto estava pescando na Ilha da Cotunduba (que fica a 3km da ponta do Leme), teria visto o desaparecido que estava bastante arranhado de mariscos. O pescador disse ter questionado Rye sobre como ele teria chegado até ali e ele teria respondido que “nadando”. O desaparecido teria visto o pescador e lhe pedido água.

Diante desta informação, ainda no dia 30, equipe da DDPA juntamente com Grupamento Marítimo (GMAR) de Botafogo realizaram buscas no mar ao redor da ilha.

No dia seguinte, terça-feira, foram realizadas novas buscas, desta vez com o auxílio do Grupo de Buscas e Salvamento (GBS) do Corpo de Bombeiros na Ilha da Cotunduba, mas nada foi encontrado.

A Polícia Civil prossegue realizando diligências para tentar localizar o cidadão australiano desaparecido. Quem tiver qualquer informação que possa contribuir com a investigação pode entrar em contato com a DDPA através do (21) 2202-0337 e (21) 2202-0338. Outra alternativa é a Central de Atendimento ao Cidadão (CAC), pelos números (21) 2334-8823, (21) 2334-8835 e pelo chat https://cacpcerj.pcivil.rj.gov.br.

Be the first to comment on "Polícia divulga informações de australiano desaparecido Rye Hunt"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*