Programação Completa do Festival Internacional de Teatro de Angra


Confira a programação completa do FITA – Festival Internacional de Teatro de Angra

PROGRAMAÇÃO COMPLETA – FITA 2016

DIA 03 DE JUNHO – 20h – PALCO SESC (TEATRO DE 1.500 LUGARES) – MOSTRA DE SUCESSO
O BEIJO NO ASFALTO – O MUSICAL
SINOPSE – Musical inédito da obra de Nelson Rodrigues e considerado um dos melhores espetáculos do gênero em 2015, O Beijo no Asfalto apresenta um homem na calçada da Praça da Bandeira, Rio de Janeiro, que perde o equilíbrio e cai na frente de uma lotação, que o atira longe. A primeira pessoa a socorrê-lo é Arandir. Atendendo ao último desejo do desconhecido: um beijo, Arandir o beija e a partir daí, começa todo o seu inferno. Com este mote, Nelson constrói uma trama brilhante, muito bem escrita, em uma construção sufocante, de como se produzir notícias, através de um fato. Com canções pesquisadas pelo ator e compositor Claudio Lins, durante quatro anos, o musical apresenta belíssima sonoridade musical dos anos 60, período em que se passa a trama. O resultado está em 20 canções inéditas, executadas por uma banda ao vivo, com bases pré-gravadas que lembram o som dos rádios nos anos 60.
FICHA TÉCNICA
Texto: Nelson Rodrigues
Direção: João Fonseca
Trilha Original: Claudio Lins
Elenco: Claudio Lins, Izabella Bicalho, Gracindo Junior, Yasmin Gomlevsky, Claudio Tovar, Thelmo Fernandes, Jorge Maya, Janaina Azevedo, Ricardo Souzedo, Gabriel Stauffer, Pablo Áscoli, Juliane Bodini e Juliana Marins.
Classificação: 14 anos
Duração: 150 min. com intervalo 
Gênero: Musical

SÁBADO DIA 4 DE JUNHO – 19h30 – PALCO SESC (TEATRO DE 1.500 LUGARES) – MOSTRA DE SUCESSO
LOVE STORY – O MUSICAL (ESTREIA NACIONAL)
Espetáculo musical arrebatador e emocionante acompanha a bela história de amor entre os jovens Oliver Barrett IV, de família rica, tradicional e influente, e Jennifer Cavalleri, filha de um padeiro e estudante de música que sonha conhecer Paris e que transborda alegria e bom humor. Tomados por uma paixão avassaladora, eles resolvem se casar. Acompanhados por uma por uma Orquestra de cordas composta por piano, violinos, violoncelo, viola, violão e contrabaixo, atores trazem uma das maiores histórias de amor de todos os tempos, num moderno e arrojado musical.

FICHA TÉCNICA
Texto e músicas: Stephen Clark e Howard Goodall
Baseado no romance de Eric Segal
Versão brasileira de Artur Xexéo
Direção: Tadeu Aguiar
Elenco: Kacau Gomes, Fabio Ventura, Sergio Menezes, Ronnie Marruda, Flavia Santana, Ester Freitas, Rafaela Fernandes, Suzana Santana, Caio Giovani, Raí Valadão e Emílio Farias.
Classificação: 10 anos
Duração: 100 min.
Gênero: Musical

SÁBADO – DIA 4 DE JUNHO – 21h45 – TEATRO 500 LUGARES – SESSÃO TRANSPETRO
VAIDADES E TOLICES – (ESTREIA NACIONAL)
Espetáculo formado por duas comédias em um único ato: “O Urso” e “O Pedido de Casamento” são duas comédias de costumes cheias de ação e de jogos de linguagem e giram em torno da sedução amorosa por parte de viúvas e senhoritas que visam – como não podia deixar de ser – fisgar um marido. Trata-se de duas peças curtas que têm um traço em comum: o impagável humor com que são construídas.

FICHA TÉCNICA
Texto: Anton Tchekhov
Direção: Sidnei Cruz
Elenco: “O Urso” – Gláucia Rodrigues, Cláudio Gabriel, Edmundo Lippi
“O Pedido de Casamento” – Rafael Canedo, Isabella Dionísio, Edmundo Lippi
Classificação: 14 anos
Duração: 80 min.
Gênero: Comédia

SÁBADO – DIA 4 DE JUNHO – 23H – PALCO SESC (TEATRO DE 1.500 LUGARES) – SESSÃO COMÉDIA
ERA PRA SER UM STAND UP
Com uma abordagem surrealmente engraçada, texto de Pedro Henrique Vasconcellos renova o gênero da comédia romântica por meio de uma nova dramaturgia que discute Stand Up X Teatro. A trama apresenta o embate entre Lelê (Victor Lamoglia), um funcionário de um banco de investimentos que em seu tempo livre apresenta um show de stand up de humor forte e ácido sobre a vontade masculina de fazer sexo anal, e Rossana (Thati Lopes), uma atriz romântica dos textos clássicos e defensora de seus ideais de esquerda. O que é mais importante? Stand Up ou textos teatrais clássicos?

FICHA TÉCNICA
Texto: Pedro Henrique Vasconcellos
Elenco: Thati Lopes e Vitor Lamoglia
Direção: Wendell Bendelack
Classificação: 14 anos
Duração: 60 minutos
Gênero: Comédia romântica

DOMINGO – DIA 05 DE JUNHO – 19h30 – PALCO SESC (TEATRO DE 1.500 LUGARES) – MOSTRA DE SUCESSO
FRIDA y DIEGO
SINOPSE – Leona Cavalli e José Rubens Chachá, ao som de dois músicos, apresentam a fascinante e complexa relação de paixão, traição, cumplicidade e parceria entre os artistas Frida Kahlo e Diego Rivera durante os 25 anos de relacionamento. A conturbada relação do casal, as mútuas infidelidades e as personalidades fortes são retratadas com poesia, nostalgia e humor. Além da vida íntima desses dois ícones da pintura mexicana, a comédia dramática de Maria Adelaide Amaral traz detalhes da evolução das doenças que atormentaram Frida durante toda sua vida e as divergências artísticas entre o casal. Todos os dramas, humores, rupturas e reconciliações entre o período de 1929 a 1953, no México, França e Estados Unidos, onde viveram e trabalharam.

FICHA TÉCNICA
Texto: Maria Adelaide Amaral
Direção: Eduardo Figueiredo
Elenco: Leona Cavalli e José Rubens Chachá
Classificação: 12 anos
Duração: 90 min.
Gênero: Comédia Dramática

DOMINGO – DIA 05 DE JUNHO – 21h45 – TEATRO DE 500 LUGARES – SESSÃO TRANSPETRO
ANTI-NELSON RODRIGUES
Clássico da dramaturgia brasileira, comédia dramática é encenado por Joaquim Lopes, Bemvindo Sequeira, Juliana Teixeira e Rogério Freitas que dão vida aos personagens numa trama de assédio, ameaças, ciúmes e poder. A peça narra a história de Oswaldinho (Joaquim Lopes), filho de Tereza (Juliana Teixeira) e Gastão (Rogério Freitas), um jovem mimado pela mãe e desprezado pelo pai. Inescrupuloso, ladrão, mentiroso e mulherengo, ele se torna dono de uma das fábricas do pai e se apaixona por uma funcionária recém- contratada, a jovem e incorruptível Joice (Luiza Maldonado).

FICHA TÉCNICA
Texto: Nelson Rodrigues
Direção: Bruce Gomlevsky
Elenco: Joaquim Lopes, Luiza Maldonado, Bemvindo Sequeira, Juliana Teixeira, Rogério Freitas, Carla Cristina e Gustavo Damasceno
Classificação: 16 ANOS
Duração: 70 min ​ 
Gênero: Comédia dramática

SEGUNDA – FEIRA – DIA 06 DE JUNHO – 11h e 15h – TEATRO DE 500 LUGARES – SESSÃO ESTÁCIO – FITINHA
CAIXA DE FERRAMENTAS
Divertido musical infantil com trilha sonora composta especialmente para esta peça teatral que trata das diferenças e do respeito ao próximo. A peça retrata uma grande confusão que há na caixa de ferramentas porque as mesmas não conseguem conviver com suas diferenças. A lixa é muito grossa com todos, a chave inglesa é metida a falar outro idioma, o martelo quer bater em todo mundo e o parafuso fica dando voltas. Até que algo de inesperado acontece e as ferramentas se veem obrigadas a trabalhar juntas pelo bem comum, elas aprendem a respeitar o próximo, suas limitações e características.
FICHA TÉCNICA
Texto e direção: Simone Kalil
Elenco: Ester Freitas, Flora Borges, João Novaes, Marcelo De Paula e Paula Sholl.
Classificação: Livre
Duração: 50 min.
Gênero: Musical Infantil
SEGUNDA – FEIRA – DIA 06 DE JUNHO – 19h30 – PALCO SESC – TEATRO DE 1.500 LUGARES – MOSTRA DE SUCESSO
MORTE ACIDENTAL DE UM ANARQUISTA
Com músicas ao vivo, Dan Stulbach e Henrique Stroeter trazem uma irreverente e atual comédia de Dario Fo. Trata-se da peça mais conhecida do autor, montada no mundo inteiro. Na trama, baseada em fatos reais, o texto, Prêmio Nobel de Literatura de 1997, diverte e esclarece, aprofunda e critica a vida e a nossa sociedade.

Ficha Técnica:
Texto: Dario Fo
Direção: Hugo Coelho
Elenco: Dan Stulbach, Henrique Stroeter, Riba Carlovich, Maíra Chasseraux, Marcelo Castro e Rodrigo Bella Dona
Classificação: 12 anos
Duração: 80 min.
Gênero: Comédia

SEGUNDA – FERIA – DIA 06 DE JUNHO – 22h – TEATRO MUNICIPAL DE 200 LUGARES – SESSÃO BRASFELS
BR-TRANS
BR-TRANS leva ao palco a experiência de vida da travestilidade e da transexualidade, faz uso do humor, do canto e da denúncia para narrar o cotidiano de pessoas trans, no intuito de mostrá-las para além das suas identidades de gênero. Com direção de Jezebel De Carli, o ator Silvero Pereira (incrível!) faz um manifesto impactante! Consegue, através de forte performance corporal e vocal, a proeza de misturar poesia com diversas histórias de vida.

FICHA TÉCNICA
Texto: Silvero Pereira
Direção: Jezebel De Carli
Elenco: Silvero Pereira
Classificação: 16 anos
Duração: 70 min.
Gênero: Drama

TERÇA –FEIRA –DIA 07 DE JUNHO – 11h e 15h – TEATRO DE 500 LUGARES – SESSÃO ESTÁCIO FITINHA
LUDI NA REVOLTA DA VACINA
Uma Odisseia no Rio Antigo
Delicioso infantil volta ao tempo para contar a história de um passeio pelo centro do Rio de Janeiro. Ludi, incansável aventureira, conduz sua família estabelecendo as principais mudanças ocorridas desde o início do século XX até os dias atuais.

FICHA TÉCNICA
Texto: Luciana Sandroni
Direção: Renata Mizrahi
Elenco: Isabella Dionísio, Larissa Siqueira, Lucas Gouvêa, Marcelo Guerra, Sergio Medeiros e Thais Tedesco
Classificação: Livre
Duração: 60 min.
Gênero: Infantil

TERÇA –FEIRA –DIA 07 DE JUNHO – 19h30 – PALCO SESC – TEATRO DE 1.500 LUGARES – MOSTRA DE SUCESSO
VIANINHA CONTA O ÚLTIMO COMBATE DO HOMEM COMUM
Lançando mão do humor, a peça conta o último combate de um homem comum – que é um pouco de todos nós. Oduvaldo Vianna Filho, Vianinha, pinta um triste – e ainda atual – quadro sobre o idoso no Brasil, mas sempre usando as tintas do humor e assim imprimindo uma dimensão humana aos seus personagens. Depois de uma vida inteira de trabalho, um casamento de longa data e cinco filhos criados, Souza (o nosso protagonista) se vê sem ter onde morar e sem autonomia, sendo obrigado a se separar de sua companheira de toda a vida, por decisão dos filhos. A peça é um retrato da sociedade brasileira que começa a se destacar na década de 1970. Uma sociedade de massa que sai de um passado agrário e emerge como o rascunho de um país mais numeroso que o Vianna estava assistindo nascer, e a todos os seus novos protagonistas. É a história do homem perdedor, mas que reage, que tem atuação direta.

FICHA TÉCNICA
TEXTO: ODUVALDO VIANNA FILHO
DIREÇÃO: ADERBAL FREIRE-FILHO
Elenco: Marcello Escorel, Vera Novello, Ana Velloso, Paulo Giardini, Gillray Coutinho, Isio Ghelman, Ana Barroso, Beth Lamas, Bella Camero, Kadu Garcia.
Classificação: 14 anos
Duração: 110 min.
Gênero: Drama

TERÇA –FEIRA –DIA 07 DE JUNHO – 22h – TEATRO MUNICIPAL DE 200 LUGARES – SESSÃO BRASFELS
Plinio – A História do Maldito Bendito
SINOPSE – A trajetória de vida do primeiro dramaturgo a colocar personagens que vivem à margem da sociedade como protagonistas. Um espetáculo dinâmico, arrebatador e emocionante, que transita entre o trágico e o cômico, atual e extremamente reflexivo para o homem contemporâneo.
Jornalista, ator, palhaço e figura chave para o teatro brasileiro, Plinio Marcos foi umas das figuras mais perseguidas artisticamente no Brasil. Renovando a cena teatral brasileira usou o universo das prostitutas, cafetões, presidiários e homossexuais, criando peças consagradas como “Barrela”, “Abajur Lilás”, “Navalha na Carne”, “Homens de papel”, “Quando as maquinas param”, “Dois perdidos numa noite suja”, “A balada de um palhaço”, dentre vários espetáculos importantíssimos para o nosso teatro.

Ficha técnica:
Texto: Mauricio Arruda Mendonça.
Direção: Silvio Guindane
Elenco: Roberto Bomtempo
Classificação: Livre para todos os públicos
Duração: 75 min.
Gênero: Comédia Dramática

QUARTA – FEIRA – DIA 08 DE JUNHO – 11h e 15h – TEATRO DE 500 LUGARES – SESSÃO ESTÁCIO FITINHA
ERA PRA SER UMA VEZ
Musical infantil propõe um encontro com personagens de diversas histórias, porém em outro contexto. Uma sátira leve, recheada de surpresas, e que se apropria de uma linguagem jovem para tornar mais fluída a história. A montagem aposta numa atmosfera lúdica que permeia clássicos respeitando a imaginação das crianças.

FICHA TECNICA
Texto e Direção: Lucy Leon
Elenco: Ana Beatriz Lima, Bia Vedovato, Bianca Vedovato, Bruna Barros, Camila Fontes, Eduarda Landgraf, Isadora Volino, Isabela Paiva, IsacqueLopes, Karina Areas, Júlia Vaz, João Torres, Luiza Caravellos, Luiz Felipe Mello, Lucas Caruzo, Luan Caruzo, Natasha Passos , Nicole Matos, Pedro Ribeiro, Pedro Liporaci, Rafael Saba e
Victória Alexandre
Classificação: Livre
Duração: 60 min.
Gênero: Musical Infantil

QUARTA – FEIRA – DIA 08 DE JUNHO – 19h30 – PALCO SESC – TEATRO DE 1.500 LUGARES – MOSTRA DE SUCESSO
GALILEU GALILEI
SINOPSE – Eleita melhor comédia em 2015 pelo Prêmio Arte Qualidade de Teatro, a atriz Denise Fraga interpreta o astrônomo italiano e matemático Galileu Galilei, defensor da ideia de que o Sol é o centro do Universo e a Terra se move e gira em torno dele. Nesse texto, Bertolt Brecht usa muito humor e ironia para falar da perseguição pela qual o físico passou. Dez atores em cena mesclam trechos cômicos e dramáticos alternando-os com músicas ao vivo. Galileu Galilei é festivo, popular e leva a uma profunda e divertida reflexão sobre o que somos, o que nos tornamos, a luta de classes, o “ser mandado” e “ser patrão”, a tirania do poder econômico, as liberdades de escolha e o preço a se pagar por elas.

FICHA TÉCNICA
Texto: Bertolt Brecht
Dramaturgia: Christine Röhrig, Cibele Forjaz, Denise Fraga e Maristela Chelala
Direção: Cibele Forjaz
Elenco: Denise Fraga, Ary França, Lúcia Romano, Théo Werneck, Maristela Chelala, Vanderlei Bernardino, Jackie Obrigon, Luís Mármora, Silvio Restiffe e Daniel Warren
Classificação: 12 anos
Duração: 130 min.
Gênero: Comédia

QUARTA – FEIRA – DIA 08 DE JUNHO – 22h – TEATRO MUNICIPAL DE 200 LUGARES – SESSÃO BRASFELS
SANGUE NA CAIXA DE AREIA
Primeiro texto de Jô Bilac, com vários prêmios recebidos, traz devaneios e traumas familiares, uma série de personagens e situações inusitadas passeiam num fluxo delirante, lúdico e poético após o corpo de uma mulher ser encontrado na caixa de areia do parque do prédio. O ocorrido gera uma situação bem delicada, sensação de desconforto e culpa, e mal estar em relação às lembranças da infância de Ana, uma das moradoras do condomínio.

FICHA TÉCNICA
Texto: Jô Bilac
Direção: Bruno Dos Anjos
Elenco: Edilene Vieira, Elaine Alves, Fabrício Ostrowski, Kelly Oliveira e João Vitor Novaes
Classificação: 14 anos
Duração: 90minutos
Gênero: Drama

QUINTA – FEIRA – DIA 09 DE JUNHO – 11h e 15h – TEATRO DE 500 LUGARES – SESSÃO ESTÁCIO FITINHA
PEDRO MALAZARTE E A ARARA GIGANTE
Peça de Jorge Furtado traz personagem folclórico e consagrado pelas brincadeiras malandras, Pedro Malazarte. Infantil recupera o famoso personagem popular conhecido de tantas gerações. A montagem traz o encontro de Pedro, um homem que bate o carro, porque ele é atropelado por uma galinha. A montagem pretende despertar a essência do simples e do criativo, a partir do jogo cênico entre os atores, estimulando a imaginação e a memória das crianças.
Texto: Jorge Furtado
Direção: Debora Lamm
Elenco: George Sauma, João Pedro Zappa e Luisa Arraes
Idealização: Luisa Arraes e Tatianna Trinxet
Classificação: Livre
Duração: 50 min.
Gênero: Infantil

QUINTA – FEIRA – DIA 09 DE JUNHO – 19h30 – PALCO SESC – TEATRO DE 1.500 LUGARES – MOSTRA DE SUCESSO
Sempre Amigos (ESTREIA NACIONAL)
Triângulo amoroso é a temática dessa comédia romântica envolvendo adolescentes seus medos, desejos e sonhos. Uma peça ágil, com tiradas rápidas, dessas que fazem rir e chorar por tocar o adolescente sensível, romântico e assustado que sempre vai existir dentro de cada um de nós quando estamos apaixonados.

FICHA TÉCNICA
Texto e direção: Pedro Jones
Elenco: Camila Mayrink, Guilherme Hamacek, Rafael Vitti
Classificação: Livre
Duração: 75 min.
Gênero: Comédia romântica

QUINTA – FEIRA – DIA 09 DE JUNHO – 22h – TEATRO MUNICIPAL DE 200 LUGARES – SESSÃO BRASFELS
A CABAÇA DA EXISTÊNCIA
A peça apresenta de forma poética, segundo a mitologia ioruba, a formação do mundo livre de pré conceito. A partir de um conto africano, vários outros contos inspiraram o grupo que aborda também o jongo e as danças de origem africanas. Com uma trilha sonora autoral, assinada pelo multi percussionista angrense, Jorge Moreno Filho, conhecido como Etiópia,  a voz e o corpo em cena são como instrumentos centrais da musicalidade da peça.

Texto: Felipe Gustavo Barbosa
Direção: Camila Rocha 
Elenco: Junio Bastos, Letícia Mendes, Ramon Souza, Vitória Lopes
Classificação: Livre
Duração: 60min.
Gênero: Étnico
SEXTA – FEIRA – DIA 10 DE JUNHO – 11h e 15h – TEATRO DE 500 LUGARES – SESSÃO FITINHA
FORRÓ MIUDINHO
Ao som de canções compostas ou imortalizadas por artistas como: Dominguinhos, Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Gilberto Gil, Sivuca, Glorinha Gadelha, Alceu Valença entre outros, o musical infantil Forró Miudinho narra a viagem de Junior, menino morador do subúrbio carioca, em companhia de sua tia Jurema à cidade de Juazeirinho (PB). Já pelo caminho, na viagem de ônibus, o menino vai conhecendo as riquezas do Nordeste e percebendo que há um universo inteiro a se conhecer além do seu quintal no Rio. O menino traz da Paraíba muitas lembranças e ensinamentos em sua “bagagem”. Aprende muito sobre amizade, respeito às diferenças e família.

FICHA TÉCNICA
Texto e Roteiro Musical: Ana Velloso
Direção: Sergio Módena
Elenco: Ana Velloso, Édio Nunes, Milton Filho, Patrícia Costa/Márcia Santos, Vera Novello e Maurício Detoni
Classificação: Livre
Duração: 55 min.
Gênero: Musical Infantil

SEXTA – FEIRA – DIA 10 DE JUNHO – 19h30 – PALCO SESC TEATRO DE 1.500 LUGARES – MOSTRA DE SUCESSO
REPERTÓRIO SHAKESPEARE – MEDIDA POR MEDIDA
Deliciosa comédia, com Tiago Lacerda, em “Medida por Medida”, o mundo se transformou em um bordel. Alarmado com a imoralidade e a corrupção na cidade, o Duque resolve reintroduzir uma antiga lei que pune todo e qualquer abuso sexual com a morte. Mas, ele deixa que a lei seja implementada por seu vice, Ângelo (Tiago Lacerda), a quem transfere o poder por um período, enquanto ele se disfarça de frei para observar tudo à distância.

FICHA TECNICA
Texto: William Shakespeare
Tradução: Marcos Daud e Ron Daniels
Concepção e Direção: Ron Daniels
Elenco: Thiago Lacerda, Marco Antônio Pâmio, Luisa Thiré, Sylvio Zilber, Lourival Prudêncio, Felipe Martins, Ana Kutner, Rafael Losso, André Hendges, Fabio Takeo, Stella de Paula, Lui Vizotto
Classificação: 14 anos
Duração: 110 min.
Gênero: Comédia

SEXTA – FEIRA – DIA 10 DE JUNHO – 22h – TEATRO MUNICIPAL DE 200 LUGARES – SESSÃO BRASFELS
BRIMAS
SINOPSE – Comédia que concorreu ao Prêmio Shell por melhor texto, narra as histórias de duas senhoras imigrantes vindas do Egito e do Líbano para o Brasil, no inicio do século XX. Em cena, Beth Zalcman e Simone Kalil contam divertidas e dramáticas histórias reais de suas avós com afeto, humor, risos, cumplicidade, enquanto cozinham quibes para um velório. Na peça, Ester e Marion, revivem a saudade da família e as memórias do passado que se misturam numa história cheia de emoção e sabedoria.
“Com afeto, humor, risos, emoção e cumplicidade entre as atrizes e suas personagens, Brimas traz um tema atual: imigração. Através das histórias reais de suas avós, Beth e Simone trazem ao palco Ester e Marion unidas pelas dificuldades de sobrevivência e pelas diferenças religiosas, Ester judia e Marion cristã maronita, transformam a cozinha num território de paz…” Macksen Luiz – jornal O Globo
FICHA TÉCNICA
Texto e atuação: Beth Zalcman e Simone Kalil
Direção: Luiz Antônio Rocha
Classificação: 10 anos
Duração: 70 minutos
Gênero: Comédia
SEXTA – FEIRA – DIA 10 DE JUNHO – 23h – PALCO SESC TEATRO DE 1.500 LUGARES – SESSÃO COMÉDIA
SEM EIRA NEM BEIRA – 23h
Comédia de costumes ambientada nos anos 60 que narra o cotidiano de uma família de classe média que vive fora dos padrões tradicionais. A trama desenvolve-se a partir da vida amorosa, o dinheiro e o desejo de ascensão social dessas pessoas. O tom é predominantemente satírico, espirituoso e cômico, oscilando entre o diálogo vivo e cheio de ironia e uma linguagem, às vezes, condizente com a falta de moralidade.
 
FICHA TÉCNICA
Texto: Reimar Rodrigues Alvarenga
Direção: Alberto Damit
Elenco: Lu Gomes, Higor Leonel, Reimar Renniê
Classificação: 10 anos
Duração: 60 min.
Gênero: Comédia

SÁBADO – DIA 11 DE JUNHO – 19h30 – PALCO SESC TEATRO DE 1.500 LUGARES – MOSTRA DE SUCESSO
REPERTÓRIO SHAKESPEARE – MACBETH
O clássico espetáculo traz Thiago Lacerda e Luisa Thiré no papel do casal Macbeth, contando a história de um herói de guerra que se transforma em um monstro assassino.
No palco, 13 atores se revezam em papéis escritos pelo dramaturgo inglês, com direção de Ron Daniels – brasileiro dentre os principais encenadores da britânica Royal Shakespeare Company de Stratford-upon-Avon. Em “Macbeth”, o mundo está no caos do pós-guerra. O general corajoso Macbeth, ao voltar triunfante da guerra, encontra três criaturas videntes que lhe fazem a seguinte profecia: Macbeth será rei, em um futuro próximo. A ambiciosa Lady Macbeth, sua esposa, instiga seu marido a matar Duncan, o atual rei. Quando o crime é descoberto, os filhos de Duncan, Malcolm e Donalbain, sentindo-se ameaçados, resolvem fugir e Macbeth é coroado.

FICHA TECNICA
Texto: William Shakespeare
Tradução: Marcos Daud e Ron Daniels
Concepção e Direção: Ron Daniels
Elenco: Thiago Lacerda, Marco Antônio Pâmio, Luisa Thiré, Sylvio Zilber, Lourival Prudêncio, Felipe Martins, Ana Kutner, Rafael Losso, André Hendges, Fabio Takeo, Stella de Paula, Lui Vizotto
Classificação: 14 anos
Duração: 100 min.
Gênero: Tragédia

SÁBADO – DIA 11 DE JUNHO – 21h45 – TEATRO DE 500 LUGARES – SESSÃO TRANSPETRO
CONTRA O VENTO (Um Musicaos)
SINOPSE – Musical baseado no diário (fictício) de uma ex-moradora do Solar da Fossa, lendária pensão que abrigou nomes fundamentais da arte e do pensamento de nosso país que surgiam nos anos 1960, traz trilha sonora, composta especialmente para o espetáculo. A montagem leva ao público os momentos mais criativos das artes no Rio, o movimento Tropicalista, popularmente conhecido como a Tropicália. Uma viagem no tempo ao som de canções famosas como “Panis Et Circencis”, de Caetano Veloso e Gilberto Gil, “Domingo no Parque”, de Gilberto Gil, “Sinal Fechado”, de Paulinho da Viola, “Yes, Nós Temos Bananas”, de Braguinha, “Alegria, alegria”, de Caetano Veloso, entre outras.

FICHA TÉCNICA
Texto: Daniela Pereira de Carvalho
Direção: Felipe Vidal
Elenco: Adassa Martins, Felipe Antello, Guilherme Miranda, Gui Stutz, Jefferson Almeida, Julia Bernat, Ana Moura, Julie Wein, Laura Becker, Leonardo Corajo, Luciano Moreira, Mona Vilardo, Rodrigo dos Santos, Tainá Nogueira
Classificação: 16 anos
Duração: 130 min.
Gênero: Musical

SÁBADO – DIA 11 DE JUNHO – 18h – TEATRO MUNICIPAL DE 200 LUGARES – SESSÃO BRASFELS
LÍVIA – (ESTREIA NACIONAL)
LÍVIA é um espetáculo que leva à reflexão sobre as escolhas. Três casais interpretam o casal Lívia e Felipe, em diversas situações. Um retrato poético da trajetória de uma mulher, tão simples e incrível quanto qualquer outra, que vê seus planos completamente adulterados pelos acontecimentos que a vida lhe impõe, que descobre que nem tudo acontece como se espera. A montagem propõe uma reflexão sobre como o nosso relacionamento, seja consigo mesmo, ou com o outro, pode modificar e (re)definir a nossa vida.

FICHA TÉCNICA
Texto: Licínio Januário
Direção: Felipe Fagundes
Elenco: Licínio Januário, Aline Prado, Maicon Rodrigues, Sol Menezzes, Paola Poliny e Antônio Carlos Bernardes (Mussunzinho)
Classificação: 12 anos
Duração: 80 minutos
Gênero: Drama

SÁBADO – DIA 11 DE JUNHO – 23h – PALCO SESC TEATRO DE 1.500 LUGARES – SESSÃO COMÉDIA
VERTICALMENTE PREJUDICADO
Com Gigante Leo, o vencedor do Prêmio Multishow de Humor de 2012! Um show de humor que aborda diversas situações engraçadas e curiosidades que envolvem o universo dos anões. O show também conta observações divertidas sobre diversos temas, como: música nacional, religião, relacionamentos, entre outros.Na peça, ainda há espaço para assuntos como música nacional, religião e relacionamentos. Como é a vida de um anão? Já parou para pensar nisso? O que ele faz? Onde compra roupas? O que ele come? Quem ele come? Ficou curioso?
FICHA TÉCNICA
Texto e atuação: Gigante Leo
Direção: Pedro Vasconcelos
Classificação: 14 anos
Duração: 60 min.
Gênero: Comédia

DOMINGO – DIA 12 DE JUNHO – 19h30 – PALCO SESC TEATRO DE 1.500 LUGARES – MOSTRA DE SUCESSO
A TROPA
Protagonizado por Otávio Augusto o espetáculo acompanha a hospitalização de um ex-militar reclamão e autoritário, após sofrer uma queda e bater com a cabeça. Internado em um quarto particular, ele recebe, a contragosto, seus quatro filhos. A visita recheada de afeto e humor se transforma em um acerto de contas familiar, que tem a história brasileira como pano de fundo, dos tempos da ditadura militar à Operação Lava Jato. Neste reencontro, os cinco discutem mágoas e revelações do passado, expondo outras enfermidades – ideológicas, sociais e familiares.

FICHA TÉCNICA
Texto: Gustavo Pinheiro
Direção: César Augusto
Elenco: Otávio Augusto, Alexandre Menezes, Daniel Marano, Edu Fernandes, Rafael Morpanini
Classificação: 14 anos
Duração: 90 min.
Gênero: Comédia dramática

DOMINGO – DIA 12 DE JUNHO – 21h45 – TEATRO DE 500 LUGARES – SESSÃO TRANSPETRO
NORDESTINOS
SINOPSE – Numa deliciosa comédia, atores nordestinos contam histórias reais, recebidas através de cartas, emails e entrevistas, de pessoas que deixaram sua cidade natal em busca da realização de seus sonhos nas cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo. Quatro diferentes histórias que se ligam pela origem geográfica e afetiva em comum, o nordeste brasileiro. As semelhanças desses quatro personagens começam por seus nomes de batismos – originais e muitas vezes constrangedores – passam pelo sonho da migração para a região sudeste e culminam com a dor e a delícia de se afirmar como identidade num país de tantos e tão belos matizes antropológicos e culturais.
FICHA TÉCNICA
Dramaturgia: Walter Daguerre
Direção: Tuca Andrada
Argumento e Idealização: Alexandre Lino
Elenco: Alexandre Lino, Erlene Melo, Paulo Roque e Rose Germano
Classificação: 12 anos
Duração: 70 minutos
Gênero: Comédia

DOMINGO – DIA 12 DE JUNHO – 18h – TEATRO MUNICIPAL DE 200 LUGARES – SESSÃO BRASFELS
UMA ILÍADA
Com poesia e humor, o texto apresenta a história da Guerra de Tróia ao mundo contemporâneo, tratando de temas ainda atuais como a escolha entre valores materiais e morais, a ira, a sede de guerra e suas consequências. O espetáculo busca a conexão com os aspectos mais essenciais do teatro, valendo-se basicamente do trabalho de ator. Vencedora do Prêmio Cesgranrio de melhor ator e indicada ao Prêmio APTR de melhor ator para Bruce Gomlevsky.
FICHA TÉCNICA
Texto: Lisa Peterson e Denis O’Hare
Tradução: Geraldo Carneiro
Direção e interpretação: Bruce Gomlevsky.
Classificação: 12 anos
Duração: 80 min.
Gênero: Drama

SEGUNDA – FEIRA – DIA 13 DE JUNHO – 11h /14h e 15h30 – TEATRO MUNICIPAL DE 200 LUGARES – SESSÃO ESTÁCIO FITINHA
BOQUINHA… E ASSIM SURGIU O MUNDO…
Terceiro espetáculo infantil de Lázaro Ramos, “Boquinha… E assim surgiu o mundo…”, une circo e o teatro guiando as crianças em uma mágica viagem para contar a história do surgimento do mundo segundo diferentes culturas. Em cena, o ator e circense Orlando Caldeira utiliza-se de vários recursos como a contação de histórias, recursos circenses, a manipulação de bonecos, a música e a luz para estimular de forma muito lúdica a imaginação das crianças. É uma história para crianças, tentando usar, da maneira mais simples possível, brincadeiras com papel e origami. Contando várias versões de como surgiu o mundo, o espetáculo estimula as crianças a pensarem como as coisas são criadas, mas também fundamentalmente, estimula as crianças a cuidarem das coisas, cuidarem do mundo, dos objetos, das pessoas e de si mesmas.
FICHA TECNICA
Texto: Lázaro Ramos
Direção: Lázaro Ramos e Suzana Nascimento
Elenco: Orlando Caldeira
Classificação: Indicado para crianças a partir de 3 anos
Duração: 40 min.
Gênero: Infantil

SEGUNDA – FEIRA – DIA 13 DE JUNHO – 19h30 – PALCO SESC TEATRO DE 1.500 LUGARES – MOSTRA DE SUCESSOS
O Filho da Mãe
A comédia O filho da mãe explora paixão, carinho e relações familiares. A história é contada em forma de flashbacks e traz identificação ao público ao retratar o cotidiano da relação entre de mãe e filho. A trama mostra de forma bem-humorada os conflitos e dramas nas mais diversas situações vividas entre Valentina (Eduardo Martini) e Fernando (Bruno Lopes).

FICHA TECNICA
Texto: Regiana Antonine
Direção: Eduardo Martini
Elenco: Eduardo Martini e Bruno Lopes
Classificação: 12 anos
Duração: 75 minutos
Gênero: Comédia

SEGUNDA – FEIRA – DIA 13 DE JUNHO – 21h45 – TEATRO DE 500 LUGARES – SESSÃO TRANSPETRO
O PENA CARIOCA
Comédia reúne três peças de Martins Pena, fundador da comédia de costume no Brasil, para retratar a vida do povo carioca no interior e na cidade do Rio de Janeiro. “A família e a festa na roça” gira em torno de uma moça que quer se casar com o médico que retorna à cidade, enquanto sua família insiste em uma união arranjada. “O caixeiro da taverna” acompanha a trajetória de um caixeiro ambicioso cujo maior sonho é se tornar sócio da loja onde trabalha – sem escrúpulos, esconde que é casado para a dona, que morre de amores por ele. Em “O Judas no sábado de aleluia”, o protagonista se esconde na figura de um boneco de Judas e testemunha conversas entre vários personagens, inclusive a de sua pretendente, que não é quem ele pensa ser. O Pena Carioca satiriza “tipos” que constituem um retrato realista do Brasil na primeira metade do sec. XIX. Funcionários públicos, juízes, malandros, novos ricos, moças namoradeiras, falsos cultos, o casamento por interesse, a carestia, a exploração religiosa, a desonestidade dos comerciantes, a corrupção, o contrabando de escravos, a exploração do país por estrangeiros, o autoritarismo patriarcal e outras mazelas.
FICHA TÉCNICA
Texto: Martins Pena
Direção e concepção: Daniel Herz
Elenco: Ana Paula Secco, Anderson Mello, Gabriela Rosas, Leandro Castilho, Luiz André Alvim, Marcio Fonseca e Paulo Hamilton
Classificação: 12 anos
Duração: 100 min.
Gênero: Comédia

TERÇA – FEIRA – DIA 14 DE JUNHO – 11h / 14h e 15h30 – TEATRO MUNICIPAL DE 200 LUGARES – SESSÃO ESTÁCIO FITINHA
CINDERELA
SINOPSE – Mesclando música, humor e fantasia, o conto da Cinderela é retratado por uma nova perspectiva. Quando um rato, uma gata e um cachorro encontram um livro no lixo, magicamente recebem de uma fada madrinha o dom de ler. A leitura possibilita aos três personagens não apenas viajar na imaginação, mas vivenciar tudo o que está sendo lido e, por meio desta brilhante capacidade, entrar na história da gata borralheira, que sofre a opressão da madrasta até encontrar o amor de um príncipe.
FICHA TÉCNICA
Texto: José Wilker
Direção: Luisa Thiré
Elenco: Anna Rita Cerqueira, Bernardo Mesquita, Camila Matoso, Éryca Gonçalves, Gabriel Borges, Lairce Dias, Lucas Liér, Marcelo Duque, Nathy Torres, Rodolfo Abritta, Vitor Thiré
Classificação: Livre
Duração: 70 min.
Gênero: Infantil

TERÇA – FEIRA – DIA 14 DE JUNHO – 19h30 – PALCOP SESC TEATRO DE 1.500 LUGARES – MOSTRA DE SUCESSO
PARA TÃO LONGO AMOR
SINOPSE – Uma história de amor emocionante que abre espaço para risos, lágrimas, reflexão, surpresas, e toca o público pela capacidade de identificação. Regiane Alves e Leopoldo Pacheco protagonizam “Para Tão Longo Amor” cujo título se refere ao poema de Camões (Para Tão Longo Amor Tão Curta a Vida), com texto de Maria Adelaide Amaral, a montagem trata dos limites (quase ilimitados) de uma paixão, por meio da história de amor entre um homem maduro – Fernando, um grande editor – e uma jovem poeta, Raquel. Fernando ama Raquel, que ama quem a rejeita e se empenha diligentemente na sua própria destruição.
FICHA TÉCNICA
Texto – Maria Adelaide Amaral.
Direção – Yara de Novaes e Carlos Gradim.
Elenco – Regiane Alves e Leopoldo Pacheco.
Classificação – 14 anos
Duração – 70 minutos
Gênero: Drama

TERÇA – FEIRA – DIA 14 DE JUNHO – 21h45 – TEATRO DE 500 LUGARES – SESSÃO TRANSPETRO
A SANTA JOANA DOS MATADOUROS
Considerada uma das grandes peças do século XX, A santa Joana dos matadouros retrata a crise econômica, a miséria, o patrão que explora o empregado e o trabalhador que luta pela sobrevivência nesse texto do dramaturgo, romancista e poeta alemão Bertolt Brecht. Oito jovens atores trazem à cena, um espetáculo vivo, para denunciar questões tão atuais e importantes quanto eram na época em que foi escrito, há mais de oitenta anos. Joana Dark, uma jovem ingênua, cheia de fé, que pertence ao grupo missionário “Boinas Pretas”, se une à luta dos operários contra o desemprego e as demissões crescentes que assolam a indústria e se deparam com a mecânica complexa e violenta da política econômica. A incisiva crítica social presente na obra também se revela por meio da música e da iluminação, que desempenham papéis importantes na trama.

Ficha Técnica
Texto: Bertolt Brecht
Direção: Marina Vianna e Diogo Liberano
Elenco: Adassa Martins, Gunnar Borges, João Velho, Leandro Santanna, Leonardo Netto, Luisa Arraes, Sávio Moll e Vilma Melo
Classificação: 16 anos
Duração: 120 minutos
Gênero: Drama

QUARTA- FEIRA –DIA 15 DE JUNHO – 11h / 14h e 15h30 – TEATRO MUNICIPAL DE 200 LUGARES – SESSÃO ESTÁCIO FITINHA
A MENINA DO DEDO TORTO
Infantil une teatro e audiovisual abordando questões como o preconceito, a diversidade e a tolerância. Trata da importância da convivência, pois através de uma aproximação pode-se desmistificar os preconceitos e aprender a acolher e respeitar o que não nos é familiar. Na trama de uma menina de oito anos é hostilizada por portar um pequeno defeito em um dos dedos da mão. Isolada e triste, ela decide sair pelo mundo à procura de uma criança igual a ela. Depois de conhecer outros povos, raças e costumes, ela aprende a aceitar e admirar não apenas as próprias características, mas também as diferenças dos outros.
Ficha Técnica
Texto: Alexandra Maia e Ludmila Rosa
Direção: Pedro Brício
Elenco: Ludmila Rosa, Celso André, Raquel Rocha e Izak Dahora
CLASSIFICASSÃO: LIVRE
DURAÇÃO: 55 minutos
GÊNERO: Drama/cômico

QUARTA – FEIRA – DIA 15 DE JUNHO – 19h30 – PALCO SESC TEATRO DE 1.500 LUGARES – MOSTRA DE SUCESSO
ESTÚPIDO CUPIDO
Comédia musical apresenta um espetáculo leve, despretensioso e nostálgico. Inspirada em novela de televisão dos anos 1970, igualmente leve e despretensiosa, ilustra trama ingênua de lembranças da adolescência, revividas em reencontro do mesmo grupo na maturidade, durante uma festa de confraternização. A famosa atriz e apresentadora Tetê (Françoise Forton) é convidada por sua amiga dos tempos de escola, Ana Maria, (Clarisse Derzié Luz), através do Facebook, a ir num reencontro da turma de colégio, uma festa com músicas e figurinos dos anos 60 e 70.
Texto: Flávio Marinho
Direção: Gilberto Gawronski
Elenco: Françoise Forton, Renato Rabelo, Clarisse Derzié Luz, Luciano Szafir, Sheila Matos, Carla Diaz, Luísa Viotti, Julia Guerra, Ryene Chermont, Ricardo Knupp e Mateus Penna Firme
Stand in: Maria Sita (Françoise Forton) e Orlando Leal (Renato Rabelo / Luciano Szafir)
Classificação: 12 anos
Duração: 90 min.
Gênero: Comédia Musical

QUARTA – FEIRA –DIA 15 DE JUNHO – 21h45 – TEATRO DE 500 LUGARES – SESSÃO TRANSPETRO
O AVESSO DO CLAUSTRO
Inspirado na obra do Arcebispo de Olinda e Recife, considerado um pequeno grande bispo, santo rebelde e bispo vermelho, o espetáculo traz uma espécie de invocação de uma de tantas vozes que gritaram por justiça social, democracia e direitos humanos pelo mundo afora. Três personagens de nossos dias, de uma grande cidade, buscam nas palavras dele, se não uma resposta, ao menos a possibilidade de formular as perguntas necessárias para nortear suas ações.
Ficha Técnica
Dramaturgia: Cia do Tijolo
Direção: Dinho Lima Flor e Rodrigo Mercadante
Elenco: Lilian de Lima, Karen Menatti, Dinho Lima Flor e Rodrigo Mercadante
Classificação: 14 anos
Duração: 150 min.
Gênero: Drama Musical

QUINTA – FEIRA 16 DE JUNHO – 11h / 14h e 15h30 – TEATRO MUNICIPAL DE 200 LUGARES – SESSÃO ESTÁCIO FITINHA
CHAPEUZINHO VERMELHO EM O VALOR DE UM SORRISO
Musical infantil “Chapeuzinho Vermelho em O Valor de um Sorriso” leva ao palco um dos clássicos da literatura infantil, mas com uma adaptação diferente, abordando temas referentes à saúde bucal. Os personagens são humanizados e têm como principal objetivo ensinar hábitos de higiene dentária para as crianças, o Lobo Mau, por exemplo, tem mau hálito e um dos seus aliados é a terrível cárie. Na história, a Chapeuzinho vermelho, se torna amiga de Nico, um super dente herói que com muita cumplicidade, alegria e animação, ajuda e passa para as crianças todos os cuidados que elas precisam ter diariamente.

FICHA TÉCNICA
Texto: Léo Fuchs
Direção: Fábio Espírito Santo
Elenco: Camila Rodrigues, Fernando Sampaio, Luana Xavier, Mariana Molina e Wagner Santisteban
Classificação: Livre
Duração: 50min.
Gênero: Musical Infantil

QUINTA – FEIRA 16 DE JUNHO – 19h30 – PALCO SESC TEATRO DE 1.500 LUGARES – MOSTRA DE SUCESSO
BILAC VÊ ESTRELAS
SINOPSE – Um caso raro da cena teatral carioca, essa comédia musical, que o público adora e a crítica também, traz personagens como o poeta Olavo Bilac e o jornalista José do Patrocínio envolvidos em uma trama cômica que mistura ficção e fatos históricos. O texto gira em torno do projeto de um dirigível, criado por Patrocínio e alvo de cobiça de um casal de vilões. Tudo contado, cantado e dançado com a ajuda de 15 músicas, especialmente compostas para a ocasião.

“Em meio a tantos musicais, a maioria repetindo fórmulas e preguiçosamente cantando as mesmas e previsíveis partituras, Bilac Vê Estrelas é um trabalho irretocável. Com letras inteligentes, plenamente integradas à ação e carregadas de humor e poesia, comédia musical traz à narrativa cênica contornos de burleta (comédia musical ligeira) para contar história ficcional com personagens, ambientação e tempo reais alinhados com a ótima trilha musical de Nei Lopes…” Macksen Luiz – jornal O Globo

FICHA TÉCNICA
Baseado no livro ‘Bilac Vê Estrelas’, de Ruy Castro
Autoras: Heloisa Seixas e Julia Romeu
Diretor: João Fonseca
Música e letras: Nei Lopes
Diretor musical: Luís Filipe de Lima
Elenco: André Dias, Amanda Acosta, Tadeu Aguiar, Alice Borges, Sergio Menezes, Jefferson Almeida, Saulo Segreto, Gustavo Klein, Augusto Volcato, Gabriel Peregrino e Rafaela Amado e os Músicos: Daniel Sanches, Oscar Bolão e Jorge Oscar.
Músicos: Daniel Sanches, Oscar Bolão
Classificação: 12 anos
Duração: 1h40 (sem intervalo)
Gênero: Comédia Musical

QUINTA – FEIRA 16 DE JUNHO – 21h45 – TEATRO DE 500 LUGARES – SESSÃO TRANSPETRO
FRANÇA ANTÁRTICA
Comédia narra a saga da ocupação da França no Rio de Janeiro do século XVI, que quase fez da cidade uma colônia francesa, é contada utilizando o canto, a acrobacia e os atores tocam instrumentos como sanfona, ukelelê, piano, flauta, trompete, trombone e percussão para mostrar a chegada e encontro dos franceses com os índios Tupinambás, e outras histórias pitorescas e divertidas desta fase ainda pouco conhecida da nossa história, em que o Rio de Janeiro quase se tornou francês.

FICHA TÉCNICA
Dramaturgia: Alberto Magalhães e Claudio Mendes
Direção: Claudio Mendes
Elenco: Amora Pêra, Mariana Mac Niven, Alberto Magalhães , Dalmo Cordeiro, Leonardo Miranda
Classificação: 12 anos
Duração: 90min.
Gênero: Comédia Histórica

SEXTA- FEIRA – DIA 17 DE JUNHO – 11h / 14h e 15h30 – TEATRO MUNICIPAL DE 200 LUGARES – SESSÃO ESTÁCIO FITINHA
PINOCCHIO EM AS AVENTURAS DE LASANHA E RAVIOLI
SINOPSE – Palhaças incorporam os personagens com bonecos e máscaras cênicas para contar a história de “Pinocchio em As Aventuras de Lasanha e Ravioli”, infantil inspirado no clássico As Aventuras de Pinóquio, do italiano Carlo Collidi. Na história, o jornal que Lasanha e Ravioli assinam começa a trazer contos curiosos sobre um certo boneco de madeira – referência à sequência de folhetins onde o livro, escrito em 1883, foi originalmente publicado. Lasanha e Ravioli estão desanimados, decididos a parar de fazer teatro e abrir uma padaria. Porém, na medida em que recebem os exemplares de jornal com os capítulos de Pinóquio, se envolvem com o folhetim, interpretam seus personagens e terminam por criar um novo espetáculo que mostra, de forma divertida e bem-humorada, as aventuras do boneco que se tornará um menino de verdade.
FICHA TÉCNICA
Texto: Monica Biel
Direção e Atuação: Ana Barroso e Monica Biel
Classificação: Livre
Duração: 50 min.
Gênero: Comédia

SEXTA – FEIRA – DIA 17 DE JUNHO – 19h30 – PALCO SESC TEATRO DE 1.500 LUGARES – MOSTRA DE SUCESSO
NÃO VAMOS PAGAR!
SINOPSE – Comédia satírica retrata a realidade atual da família brasileira, a dura realidade em que de tudo falta, inclusive comida. O autor Dario Fo investe de forma vigorosa e altamente irônica contra o sistema capitalista, que privilegia os detentores do poder em detrimento da classe trabalhadora. Em protesto pelo aumento dos preços, um grupo de pessoas decide invadir e saquear um supermercado. Comédia de riso franco, o falso e absurdo tomam conta da narrativa. Os diálogos são sempre rápidos e em voz alta.

FICHA TÉCNICA
Texto: Dario Fo
Direção: Inez Viana
Elenco: Virginia Cavendish, Guilherme Piva, Elisa Pinheiro, George Sauma, André Dale, Zéu Britto
Classificação: 16 anos
Duração: 100 min.
Gênero: Comédia

SEXTA – FEIRA – DIA 17 DE JUNHO – 21h45 – TEATRO DE 500 LUGARES – SESSÃO TRASNPETRO
NÃO TÔ ENTENDENDO NADA – (ESTREIA NACIONAL)
Divertida comédia sobre a história do Brasil traz atores de várias regiões do nosso país para enriquecer ainda mais essa narrativa rica em detalhes que talvez não foi ensinada nas aulas de História.

FICHA TÉCNICA:
Texto: Rafael Cal
DIREÇÃO: Fernando Melvin
ELENCO: Lorena Comparato, Luana Lemes, Laura Prado, Marcelo Cavalcanti e Hamilton Dias.
Classificação: 12 anos
Duração: 70 min.
Gênero: Comédia

SEXTA – FEIRA – DIA 17 DE JUNHO – 23h – PALCO SESC TEATRO DE 1.500 LUGARES – SESSÃO COMÉDIA
DE PERTO, ELA NÃO É NORMAL!
Uma atriz, dez personagens e infinitas gargalhadas. De perto, ela não é normal, interpretado por Suzana Pires, interpreta Suzi, uma mulher brasileira, que como todas, luta para construir uma vida feliz e chegar lá! Nesta aventura divertida que vive, Suzi passa por diversos “tipos” que a ajudam a fazer suas escolhas de vida.
FICHA TÉCNICA
Texto e atuação: Suzana Pires
Direção: Flávio Garcia da Rocha
Classificação: 12 anos
Duração: 90 min.
Gênero: Comédia

SÁBADO – DIA 18 DE JUNHO – 19h30 – PALCO SESC TEATRO DE 1.500 LUGARES – MOSTRA DE SUCESSO
O CAMAREIRO
SINOPSE – Comemorando 80 anos de vida e 60 de carreira, o ator Tarcísio Meira está de volta ao teatro com a peça O Camareiro. Além do Prêmio Arte Qualidade Brasil 2015 na categoria melhor ator para Tarcísio, o espetáculo que tem como pano de fundo a montagem de uma peça teatral, lidera as indicações ao Prêmio Shell, o mais importante do teatro brasileiro, em seis categorias. Tarcísio Meira dá vida a um ator com a saúde debilitada, à beira de um colapso nervoso luta no limite de suas forças para interpretar mais uma vez o Rei Lear, de Shakespeare. Senil e com sua saúde debilitada, o “Sir”, como é chamado por todos, conta com Norman, seu dedicado camareiro, que se desdobra para atender às exigências de seu patrão, cuida de sua saúde e tenta ajudá-lo a se lembrar de suas falas, já que o senhor encontra-se confuso e desorientado. O camareiro fala de coragem, superação, paixão e esperança. Com delicadeza, sensibilidade e uma grande dose de bom humor, o comovente texto de Harwood é uma homenagem a todos aqueles que dedicam suas vidas para que o teatro continue a existir.

FICHA TÉCNICA
Texto: Ronald Harwood
Direção: Ulysses Cruz
Elenco: Tarcísio Meira, Kiko Mascarenhas, Lara Córdula, Karen Coelho, Silvio Matos, Ravel Cabral e Analu Prestes
Classificação: 12 anos
Duração: 120 min. com intervalo
Gênero: Drama

SÁBADO – DIA 18 DE JUNHO – 21h45 – TEATRO DE 500 LUGARES – SESSÃO TRANSPETRO
O ÚLTIMO CAPÍTULO (ESTREIA NACIONAL)
Mariana Xavier e Paulo Mathias Jr protagonizam a comédia O Último Capítulo que discute a relação entre Berenice, uma romântica e sonhadora diarista, que volta do trabalho mais cedo para acompanhar o último capítulo de sua novela preferida. Porém um fato a impede. O que fazer então? Conversar. Berenice e Dagoberto, seu marido, um flamenguista doente e desempregado crônico, acabam colocando em xeque seu conflituoso casamento, questionando o porquê de os dois viverem juntos. A transmissão do último capítulo é apenas um pano de fundo para a discussão da relação entre casais nos tempos atuais.

FICHA TÉCNICA:
Texto: Alexandre Morcillo e Clóvis Corrêa
Direção: Marcio Vieira
Elenco: Mariana Xavier e Paulo Mathias Jr.
Classificação: 12 anos
Duração: 75 min.
Gênero: Comédia

SÁBADO – DIA 18 DE JUNHO – 18h – TEATRO MUNICIPAL DE 200 LUGARES – SESSÃO BRASFELS
O AVARENTO
Considera a comédia mais dura de Molière, a Cia. espanhola Tàbola Rassa apresenta uma peculiar versão circense do clássico O Avarento. O espetáculo recria o texto original através da manipulação de objetos somada a outras técnicas do teatro de animação e circo. Nesta nova adaptação, não é o dinheiro que todos cobiçam e sim a água. Os protagonistas desta comédia visionária são torneiras, tubos e mangueiras, (às vezes usando um pano simples), recipientes de todos os tipos. Dois atores manipulam esses objetos à vista do público e dão vida a nada menos que 12 personagens, oferecendo uma incomum e engraçada versão do clássico. A montagem percorreu 25 países como, por exemplo: Espanha, França, Portugal, Itália, Croácia, Suíça, Canadá, Estados Unidos, Áustria, Republica Tcheca, Reino Unido, Hungria, Noruega, Finlândia, Polônia entre outros, além de ter sido várias vezes premiada.

FICHA TÉCNICA
Texto: Molière
Direção: Olivier Benoit e Miquel Gallardo
Elenco: Olivier Benoit e Asier Saenz de Ugarte
Classificação: 12 anos
Duração: 60 min.
Gênero: Comédia

SÁBADO – DIA 18 DE JUNHO – 23h – PALCO SESC TEATRO DE 1.500 LUGARES – SESSÃO COMÉDIA
ESCANGALHA – ( ESTREIA NACIONAL)
O espetáculo reúne diferentes estilos de comédia e diferentes estereótipos. Seu intuito: fazer com que o público “se escangalhe de rir”. A ideia é brincar no palco com os três “tipos”: uma nordestina gata e arretada, um anão e um gordo cheio de malícia. Com esses três diferentes estilos reunidos, juntos em cena, o riso está garantido!

FICHA TÉCNICA
Direção: Hélio de la Peña
Elenco: Jeffinho Farias, Felipe Absalão e Gigante Léo
Classificação: 14 anos
Duração: 60 min.
Gênero: Comédia

DOMINGO – DIA 19 DE JUNHO – 19h30 – PALCO SESC TEATRO DE 1.500 LUGARES – MOSTRA DE SUCESSO
OTELO
Samuel de Assis e Mel Lisboa protagonizam a tragédia de William Shakespeare sob uma perspectiva bem brasileira. A famosa história de ciúmes e traição, amor e lealdade são apenas alguns dos temperos que tornam a obra tão atrativa para o público. Atrativa e atual. Os personagens são retratados como se estivessem mortos. Tão discutida ao redor do mundo, a questão dos valores do homem é levada à cena através da história do general mouro que sucumbiu às intrigas e ao ciúme. No papel de Desdêmona, a esposa injustiçada, Mel Lisboa. Nosso Otelo, Samuel de Assis, tem sotaque e ginga baianas, aproximando-se do público com uma linguagem acessível e trilha sonora de canções de Caetano Veloso.

FICHA TÉCNICA
Texto: William Shakespeare
Direção: Débora Dubois
Elenco: Mel Lisboa, Samuel de Assis, Rafael Maia, Antonio Ranieri, Yael Pecarovich, Marcio Guimarães, Ricardo Monastero, Glaucia Fonseca e Daniel Bouzas
Classificação: 12 anos
Duração: 140 min.
Gênero: Tragédia

DOMINGO – DIA 19 DE JUNHO – 18h – TEATRO MUNICIPAL DE 200 LUGARES – SESSÃO BRASFELS
2.500 POR HORA
SINOPSE – Numa linda homenagem ao teatro brasileiro, 2.500 por hora narra, com muito humor, parte da história de 2.500 anos de teatro. Cinco atores dividem o palco com dois músicos que tocam ao vivo — e a apresentam cenas escritas por autores como Pirandello, Tchekov, Molière, Shakespeare e Goethe. Nessa adaptação dirigida por Moacir Chaves, o teatro brasileiro também é lembrado, com referências a movimentos e textos de Nelson Rodrigues e Martins Penna. Mais que uma homenagem ao teatro, este é um espetáculo ao mesmo tempo muito engraçado e reflexivo.

FICHA TÉCNICA
Autores: Jacques Livchine e Hervée de Lafond
Diretor: Moacir Chaves
Elenco: Joelson Medeiros, Júlia Marini, Leandro Daniel Colombo, Henrique Juliano e Monica Biel
Classificação indicativa: 12 anos
Duração: 90 minutos
Gênero: Comédia

DOMINGO – DIA 19 DE JUNHO – 21h45 – TEATRO DE 500 LUGARES – SESSÃO TRANSPETRO
A VIDA COMO ELA É (ESTREIA NACIONAL)
O diretor Cláudio Handrey e parte da equipe técnica do espetáculo “Porcos com asas”, vencedores na categoria “MELHOR ESPETÁCULO” da FITA 2012, retornam à Angra dos Reis com a estreia da companhia teatral “Os 100 Talentos – CIA. De Teatro” que se debruça no universo rodrigueano. Handrey mergulha em nova montagem a partir de contos selecionados de A VIDA COMO ELA É, na qual, além de temas como loucura, incesto, traição, pecado e desejos imorais, opta ainda pelas cenas de nudez, mostrando o ser humano em seu momento mais íntimo, sem arquétipos sociais, em sua essência e plenitude.

FICHA TÉCNICA
Texto: Nelson Rodrigues
Direção: Cláudio Handrey;
Elenco: Higor Nery, Ingrid Pedroza, Jeferson Hentz, Juliana Faddoul, Leandro Fazolla, Leno Lopes, Mariah Duarte, Paulo Téspis, Rafa de Martins, Tadeu Tannouri, Vanessa Figueiredo, Victor Grimoni, Gabrielle Asevedo
Classificação: 18 anos
Duração: 90 min.
Gênero: Tragicomédia

Be the first to comment on "Programação Completa do Festival Internacional de Teatro de Angra"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*